Home / FIFAMANIA News / Fazenda ilegal de mineração “cultivava” coins do FIFA Ultimate Team

Fazenda ilegal de mineração “cultivava” coins do FIFA Ultimate Team

Postado em

Salve fifeiros!

Sabe quando você tá doido pra “snaipar” aquele jogador no precinho no FIFA e não consegue de jeito nenhum ou ainda joga horas a fio para ganhar míseras moedinhas? Pois é, olha só essa notícia!

O Serviço de Segurança da Ucrânia revelou que fechou uma fazenda de mineração de criptomoedas. O feito chamou a atenção porque o local contava com nada mais nada menos que 3.800 consoles de PS4!

Na ocasião, acreditava-se que os videogames serviriam para minerar criptomoedas, apesar de não ser algo exatamente prático. No entanto, foi descoberto que os aparelhos eram usados para obter cartas raras no “Fifa 2021”.

Como revelado, todos os consoles possuíam discos de jogos, algo que não é necessário quando se está cultivando ethereum ou bitcoin. No fim das contas, o jogo em questão era a versão mais recente do game de futebol da EA.

O que os envolvidos faziam era deixar os videogames ligados para ganhar moedas no jogo e obter personagens raros. Em seguida, a ideia era vender essas contas por dinheiro.

Como muitos outros games de esporte, o “Fifa 21” tem um modo Ultimate Team que permite a construção de verdadeiros “times dos sonhos” usando cartas obtidas em loot boxes. Essas caixas podem ser compradas usando moeda do jogo ou dinheiro real.

A questão é que a chance de conseguir um personagem verdadeiramente poderoso em “Fifa 21” é inferior a 1%, então é possível gastar muito e não conseguir um jogador que agregue ao time. Enquanto isso, obter dinheiro no jogo leva bastante tempo, pois requer que muitas tarefas repetitivas sejam cumpridas.

Ao que parece, o plano era fazer com que computadores, conectados a uma rede neural, controlassem os consoles para ganhar dinheiro no jogo. Em seguida, as contas cheias de moedas podem ser vendidas para usuários que desejam conseguir um jogador raro.

Mineração além de Fifa
Além disso, a fazenda possuía 500 placas de vídeo, o que dava o poder de minerar ethereum também. Enquanto isso, os mesmos equipamentos poderiam controlar personagens em outros jogos para treiná-los e obter itens que poderiam ser vendidos posteriormente.

Em qualquer caso, ao que parece, essa é uma operação bastante diversificada que poderia ser usada tanto para mineração de criptomoedas quanto para o cultivo de personagens e itens de jogos variados, além de “Fifa 21”.

Gostou da matéria fifeiro? Deixe seu comentário ele é muito importante para nós!

Via: Tom’s Hardware

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top